Descubra como e quando o horóscopo foi criado

Saiba a seguir como surgiu o Horóscopo e a crença que o dia e o mês em que nascemos influencia nossa vida.

O horóscopo é o resultado de estudos e observações de intelectuais por séculos. Os primeiros registros que se têm sobre horóscopo é datado a partir do século 7 a.C, pois as civilizações antigas observavam o céu porque as suas populações acreditavam que os astros tinha o poder de influenciar a vida humana, principalmente dos recém-nascidos. Porém, o horóscopo que conhecemos atualmente surgiu por cerca do século 5 a.C., com a criação do zodíaco, que é repleta de influências da filosofia grega, do conhecimento matemático dos egípcios e da astrologia milenar dos babilônios.

A palavra Zodíaco em sua origem grega significa “círculo de animais” e representava o grande cinturão celeste que naquela época marcava o sol e dentro dessa trajetória, o astro passava por diversas constelações que, respectivamente, simbolizava um signo. Dependia da cultura de cada civilização o número de constelações e as figuras que as representavam.

Descubra como e quando o horóscopo foi criado.

Os conjunto de 12 estrelas, que representam os signos como conhecemos atualmente, foi estabelecido na Antiguidade, baseado na influência de imagens da mitologia dos romanos, gregos, egípcios e babilônios. No início da Era Cristã, as civilizações antigas definiram o perfil de cada signo, levando em conta diversos fatores, como as características das estações do ano. “Outras influências, como a simples observação do temperamento de pessoas nascidas em um mesmo período, também modificaram as características que cada signo apresenta atualmente”, diz a astróloga Bárbara Abramo.

O zodíaco é responsável pelo surgimento dos horóscopos individuais como mapa astral. No entanto, com a mudança que ocorreu na trajetória solar ao longo dos séculos, o sol nos dias atuais passa por constelações que não fazem parte do zodíaco. “É o caso de algumas inovações relativamente recentes na escala histórica, como a descoberta dos planetas Urano, Netuno e Plutão, que trouxeram novos elementos à interpretação astrológica do céu”, diz o historiador David Pingree, da Universidade de Brown, nos Estados Unidos.

Mas o horóscopo conseguiu se adaptar com as mudanças ao longo dos tempos.

SHARE